Filmes Petrolina PE

O começo do fim da nossa vida/Same day edit.


O começo do fim  da nossa vida

Uma distância de dez anos. Difícil entender o tempo. Quando estávamos perto, relógio em galope acelerado, dias com 24 minutos. Quando longe, quando a distância era apenas física, dias com 24 mil horas, relógio com ponteiros senis, tempo de esperar, tempo de enxergar e sentir você em pensamentos e no escuro de olhos bem fechados. Uma distância de 87600 horas, 500 km de tempo para te ver.  Duas almas que vieram de berços jardins feitos de muito amor. Muita saudade do antes era apenas rotina, Saudade do subir em árvore, do velho balanço da roça, Saudade de Belmonte, de um Avô querido e sua bicicleta barra forte e seu cachorro fiel. Saudade de ser criança e ficar perto dos seus.
Duas famílias com com três filhos. O sonho de trigêmeos é apenas a vontade de repetir em sua nova vida a experiência linda do que é ser uma família. Ser família é cuidar, ficar perto, regar e esperar e também e ver partir. Coração de pai e mãe sofre, feliz, o tempo é cíclico, agora tudo volta, novo velho ciclo, lembranças de um começo difícil de muita luta e muitos recomeços.  Ver partir não é perder, é apenas um até logo, vou ali construir a minha família,  vou ali ser mãe, assim, rápido, esperar o que? temos pressa em ser o que aprendemos a ser, espelho, exemplo.
“Deixar crescer o sonho, prepara uma avenida que a gente vai passar."
E para celebrar tudo isso, Deus, igreja, comunhão e depois festa, amigos irmãos, irmãos amigos, duas famílias, uma só família.
E para celebrar tudo isso, o hoje, o amanhã e todos os dias de nossas vidas, Juntos, sonhando os novos sonhos, fabricando a futura saudade e no final, o início.
Mudam-se os papéis, mesmos personagens. A vida sempre é um re-início.